Pessoal, há anos que penso em pegar cartinhas nos correios e nunca tinha feito. Um ano fui desencorajada com informações de que tinham cartas com pedidos meio ‘fora da realidade’ como tablets, computadores, etc, e fiquei com receio de pegar uma dessas e acabar tirando a chance da criança de ganhar de outra pessoa(pois eu não poderia dar).

Mas o que é a realidade? O regulamento permite esses pedidos, sendo assim, quem sabe apareça alguém que queira dar! Cada criança (ou cada mãe no caso dos pequenos) deve saber quando participa que quanto mais “caro” mais difícil de conseguir ganhar, mas é como uma aposta… quanto mais você arrisca, maior pode ser seu prêmio, e assim, cada um usa sua chance para pedir algo que a família não poderia comprar.

Existem cartinhas que não cabem no meu bolso, mas existem também os pedidos de brinquedos, material escolar e outros desejos de consumo. Não é mais permitido dar alimentos.

Resolvi não ter medo e perguntar nos correios: “se eu tirar uma cartinha pedindo um computador, posso não pegar?! Posso devolver?”

E a atendente me explicou como funcionava lá.

Tem uma pasta com as cartinhas e você pode ESCOLHER a criança que você quer presentear, de acordo com a história e pedido de cada criança. As cartas são abertas. Você lê e escolhe qual cabe no seu bolso e no seu coração, retira da pasta e anota na planilha seu nome e telefone no espaço correspondente a carta escolhida. (Não sei se todas as agencias tem exatamente o mesmo procedimento)

Fiquei pensando se era “feio” eu fazer isso. Não, não era. Feio era ignorar todas aquelas cartas sendo que podia ter alguma coisa que eu poderia dar e fazer alguém feliz.

Algumas pessoas podem não se importar com pedidos como tablets e video-games, ou até mais simples como ‘mochila do personagem X com rodas que piscam’, mas além de não poder me  comprometer com um presente caro, eu sinceramente não ficaria feliz em comprar determinadas coisas. Tento ser mais ‘chata’ em relação a esses bens de consumo e influências da TV aqui em casa, então porque fora daqui eu incentivaria?

Então eu escolhi presentes que eu ficaria feliz de comprar para as minhas filhas e que serviria para qualquer criança se divertir de verdade! Cartinhas que eu gostei. Duas daquelas cartinhas aqueceram o meu coração e cabiam no meu bolso.

E vocês? Já pegaram cartinhas esse ano? Em outros anos?!

Além disso não se esqueçam de doar os brinquedos sem uso. Brinquedos inteiros e em bom estado também são ótimos presentes pra crianças carentes.

Bjoss

Aninha

 

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.