A oportunidade é gerada pelas indústrias e muitas vezes estimulamos inconscientemente o hábito de consumo dentro das nossas casas. Não vemos que o risco é muito maior do que simplesmente o consumismo.

Precisamos levantar questões maiores como a adultização das meninas e o uso de produtos teoricamente pensado em mulheres, porém desenvolvidos para crianças.
As meninas não precisam de salto, cosméticos ou acessórios para serem vaidosas.

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.