Oiiii amoresss!!!

Eu estava escrevendo um outro post, quando vi um comentário da Mah do Vida de Gestante, perguntando se eu já havia escrito como era ser mãe de duas. Na mesma hora parei o outro post porquê fiquei com vontade de escrever esse. hehe

Ela perguntou em relação à tempo, cansaço e disposição. Então vamos lá!

Primeiro, aquela velha história: cada bebê é de um jeito, mas uma coisa eu posso afirmar: A Bruna me dá mais trabalho do que a Clara!

E ai, agora animam pro segundo?! hehehe

Olheiras: Ou você convive com elas, ou você vai passar base/corretivo todo-santo-dia. Aprendi a conviver com elas!

E quando o marido comentar que você devia ter passado pelo menos um batonzinho, amiga, ignora! hahah

Falando sério… vamos lá:

Tempo

Eu tenho “sorte” porque a Clara mama mais rápido do que  a Bru mamava. De madrugada por exemplo, ela mama e dorme em seguida, e eu nunca tive que ficar 2 horas acordada de madrugada com ela, como tive eventualmente com a Bru, portanto não fico um zumbi.

Sabe aquela velha história (no primeiro filho) em que não temos tempo nem para tomar banho? Não existe mais. Claro que o fato da Clara dormir bem, ajuda muito, mas não tenho mais as mesmas neuroses de não deixá-la soinha enquanto tomo meu banho, por exemplo. Na época da Bru eu a levava para o banheiro TODO dia comigo. Agora eu sei que a Clara vai ficar bem nos meus 10 minutos de banho, principalmente se já está no sono pesado e há pouco tempo.

No segundo filho você também descobre que o bebê pode chorar 2 ou 5 minutinhos e não vai acontecer nada demais se você não pegá-lo no colo correndo. Muitas vezes preciso deixar a Clara chorar um pouco pois estou cuidando da Bru e a Bru precisa justamente ver que não é um choro/grito que eu vou correndo “socorrer” a irmã e deixá-la no meio de uma troca ou banho. E eu ainda falo em voz alta “Clara, agora você espera um pouquinho que a mamãe está cuidando da Bruna!”. Acho que essa atitude ajuda muito a não deixar que os ciúmes da Bru em relação aos cuidados que tenho com a Clara aumentem, e que da mesma forma que não posso parar uma mamada para atendê-la a toda hora, não posso parar um cuidado com a Bru porque a Clara está berrando (“sem motivo”).

Cansaço

Uma dica importante é conseguir acostumar a ficar no berço acordada. Às vezes ela reclama durante o dia, mas geralmente a chupeta resolve. Santa Wubbanub. Mas é claro que não existe mágica… agora por exemplo, estou escrevendo o post com ela no colo, e MUITAS vezes, dar conta do recado só depende de boa vontade e disposição nossa. 

Escrevendo post a 4 mãos
Escrevendo post a 4 mãos

Se o cansaço é grande quando mais acostumar o bebê à cadeirinhas, bouncers e berço, melhor… mais a mãe tem tempo para descansar. Quanto mais descansada, mais leite vai produzir. Quando mais leite, melhor o bebê mama e dorme tranquilo. (Meu médico sugeriu que eu dormisse 40 minutos direto a tarde, sem interrupções, para a produção das 18h ser maior… como eu durmo bem a noite e produzo bastante leite, não estou ‘precisando’ dessa soneca, mas fica a dica!)

Algumas frases escritas e coloquei ela deitada na cadeira ao meu lado. Sou super carinhosa e atenciosa, mas colo pra mim tem que ter limite, principalmente para evitar desgastes futuros, quando o bebê ficar ainda mais apegado e dependente.

Disposição

Algumas pessoas tem necessidade de dormir por mais tempo do que outras, mas se eu dormir 6h direto fico super disposta. Se eu tenho um intervalo nesse tempo para mamada, geralmente preciso de mais tempo de sono, tipo 8h. Já tive noites de dormir apenas 4h, mas depois de 2 ou 3 noites dormindo mal, pode ter certeza que no quarto dia vou “capotar” mais cedo ou ter a famosa soneca da tarde, coisa que não costumo ter.

E pra ter disposição, somente descansada né?!

Mesmo sem descansar o suficiente, algumas tarefas precisam ser cumpridas: Trocas, banhos, refeições, buscar e levar na escola, amamentar. Tem como fugir disso? Não, não tem. Então a minha disposição é no mínimo para essas tarefas. Fazer uma refeição mais elaborada, cuidar da casa, brincar, arrumar gavetas e armários, aí é outro tipo de disposição… preciso estar descansada e com vontade mesmo.

Escrever post, abrir o computador? Preciso estar descansada e afim. Impossível render quando se está esgotada.

Rotina da mamãe

Vou colocar abaixo mais ou menos a minha rotina, mas não acontece certinho como parece. As mamadas da Clara são na hora dela, e não na minha. Chorou, pediu, ganhou. hehehe Então imaginem que no meio disso, eu faço minhas pausas com ela.

  • Manhã

O meu período mais improdutivo. Tem dias que acordo 8, 9, 9:30h. Quando acordo antes das 7 geralmente tiro mais uma soneca.  Tomo café, faço mamadeira pra Bru, fico com ela e respondendo comentários e mensagens no celular. Amamento de novo umas 11h. Dou uma enrolada. Como ontem a Clara dormiu o dia toooodo, ficou sem banho e dei hoje cedo. Entre 11:30 e meio-dia, levo a Bru pra cozinha pra comer. Sirvo o almoço e dou a ela.

  • Tarde

Depois mais uma troca de fralda, escovo os dentes da Bru e coloco uniforme (e o laço, né? rs). Arrumo a mochila dela e vamos para a escola cerca de 13:15h. Volto pra casa e almoço antes das 14h. Amamento mais uma vez a Clarinha. Hoje, ela ficou acordada mais de 2h e com isso ganha mamá umas 2x.

Nos dias que preciso ir aos correios, arrumo minhas caixinhas e deixo a Clara dormindo sob os cuidados da Nana (minha empregada). Quando não tenho que sair, aproveito para escrever post, ou divulgar, responder e-mails.

Ontem não estava a fim, e dormi no sofá. Tipo, a mais a toa do universo. Ela mamou as 16h.

Geralmente dou o banho da Clara a tarde. Se rolar um super-coco dou banho a hora que for.

Às 17 busco forças para enfrentar meu começo de noite. heheh Busco a Bru e quando chegamos em casa e ela começa a reclamar que quer dormir e que está com sono, eu proponho que brinquemos, e adivinha? O sono vai embora.

  • Noite

Dou mamá pra Clarinha lá pelas 18h (mesmo que seja no chão da brinquedoteca aqui em casa enquanto brincamos) e depois continuo só com a Bru. Massinhas, lousa branca, livros. Quando começa a cansar de novo, vamos (se necessário) fazer comida, ou apenas comer. Dou o jantar e depois vamos tomar banho juntas.

Com um pouco de sorte, já são umas 20h depois do banho. Se eu consigo segurar até 20:30, ela vai dormir direto até o dai seguinte. Como ela estava acostumada a tomar a mamadeira umas 22h/23h, continuo dando com ela dormindo porque ainda estou adaptando essa rotina sem soneca durante o dia. Como falar isso no dia que ela for no dentista? Não me matem! Rs

Se a Clara tiver suado muito durante o dia e estiver um dia gostoso (não esse frio de 2 dias pra cá) dou um banho antes da última mamada, troco, dou mamá e ela dorme por volta da meia-noite.

Só quando a rotina funciona bem assim, que tenho umas horas pra mim/marido/blog a noite. Aliás, coitado do marido… Pra ele ainda falta tempo e disposição, se é que me entendem. Sorte que sobra compreensão. 😉 A gente sabe que é um período de adaptação e tudo tende a melhorar. Vou escrever em breve…

Ontem a Bru não dormiu e ainda ficou acordada até umas 23h. Pensa no BAGAÇO que eu estava! Sabe o que aconteceu? O Bre colocou ela pra dormir quando já estava no limite, e eu capotei na minha cama. Acordei 2:30h com o Bre indo dormir e colocando o carrinho com a Clara do meu lado. A bichinha estava dormindo desde as 18:30h! Isso mesmo!!! 8h de sono!! Tratei de pegar ela e dar mamá, troquei, ela acordou, dei mais mamá e coloquei pra dormir no berço.

Fiz umas coisas pro blog e fui dormir as 4h da manhã. Acordei pra dar mamá de novo nem sei que horas (6h?) e depois novamente as 9h. Tem dias que as coisas fogem do controle e o cansaço fala mais alto.

E aquela disposição pra sair de casa? 

O que mataaaa mesmo é ter que ir a mais de um lugar com as duas, e o coloca-tira de cadeirinha.

Uma passadinha no supermercado não é tão “sofrida”. A Clara ainda fica quietinha no bebê-conforto, a Bru se comporta bem e me ajuda com as compras, mas não posso demorar demais. Aproveito uma saída da escola para essas obrigações “do lar”. Aproveitar a “viagem” é fundamental.

Já para sair de casa com as duas pra valer, preciso me preparar com mais antecedência. Bolsa com roupas, leite da Bru, fraldas chupetas, babador, etc etc etc. e demoro umas 2 horas para sair. Nada impossível, só tem que se preparar psicologicamente. Sem drama!! Todo mundo que tem filhos sabe que tudo exige um certo preparo… não dá pra pegar a chave do carro e sair sem pensar, não é mesmo? E a bolsa tem que ser personalizada para cada tipo de passeio: jantar na casa de amigos: levar pijama; parque: levar brinquedos; demora mais do que 2 horas: roupas, suco, lanche, etc.

Bom, isso não é segredo pra ninguém né?! hehe

O mais difícil é não perder a paciência com o mais velho. 

Tem dias em que tudo parece mais difícil, aí acontece o que contei no post de desabafo da semana passada: “Desabafos de uma mãe desorientada!”

Outros dias são lindos e calmos, e tudo funciona bem!

Agora tenho que me preparar, pois como escutei outro dia: “A Maternidade é igual ao video-game, cada fase é mais difícil.”

Bjossss, e até amanhã, se Deus quiser e meu cansaço deixar! rsrs

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.