13 comments

Ao trabalhar com crianças, dentro da psicologia, é fundamental entendermos como elas se desenvolvem e quais os padrões de desenvolvimento que cada idade exige. Baseando-se nisso, é possível compreender se uma criança está progredindo naturalmente ou se o desenvolvimento teve seu curso desviado. É de suma importância saber o que esperarmos de cada idade.

Hoje darei início à seção “Perfil de comportamento”, na qual falarei sobre comportamentos, sono, alimentação, banho e vestir, sociabilidade, entre outros. Começarei com a idade de 1 ano! O próximo será o de 2 anos e assim sucessivamente… Vamos lá!

Um aninho de idade é uma data mais do que especial, pois representa um grande marco na vida de um bebê. Não só por ser seu primeiro aniversário, mas por também representar uma fase de muitas mudanças comportamentais e físicas a partir de então.

Normalmente nessa fase a criança — entre os 12-15 meses de idade — já adquiriu uma postura reta, é capaz de ficar em pé sem ajuda, consegue caminhar sozinha, mostra preferência em andar com os pés do que com os joelhos e inicia sonorizações próximas da fala. Não é uma idade fácil para alguns, pois sua capacidade de dar passinhos leva o bebê para terrenos novos, mas com um andar ainda não tão firme.

Apresenta uma coordenação mais delicada nas suas atividades de comer e brincar. Pega com os dedos pedaços de comida, mastiga-os e os engole. Algumas já seguram a colher pelo cabo e fazem dela uma “vassoura” — arrasta e “varrem” a mesa/o prato ou mergulha a colher dentro e larga, fazendo uma “lambança”.

No brincar, gostam de pegar vários objetos do que apenas um. Pegam neles um de cada vez, deixando-os cair, ou os jogam no chão, depois pegam de volta — um por um. A criança de um ano adora “ter plateia”, revelando uma tendência a ser o centro das atenções, repetindo suas habilidades que fazem os outros rirem. Gostam de aplausos e música.

O banho normalmente representa a fase da rotina mais favorita do bebê e pode ser dado a qualquer hora do dia que se adapte melhor ao programa familiar. Nesta idade, os bebês preferem tomar banho sentados na banheira e não fazem mais brincadeiras com a água ou com sua própria atividade motora — estão agora interessados no sabonete, frasco do xampu e brinquedos flutuantes. Agarram e largam esses objetos dentro da banheira ou os põem para fora e tentam pegar de volta.

No vestir, os sapatos, lacinhos, chapéus e calças são os seus principais interesses no tocante vestuário, apesar de mostrarem maior interesse em descartá-los do que em usá-los. Quando lhe perguntam se quer ir para rua/passear, o bebê pode dar palminhas e buscar acessórios/vestimentas para sair. Passa a cooperar no momento do vestir: ajuda a enfiar o braçinho ou estendendo as pernas para vestir a roupa de baixo (short, calça ou saia). Pode tirar as fraldas sujas ou molhadas, principalmente quando não há ninguém junto, mas tal comportamento não ocorre com frequência.

Um bebê de um ano normalmente acorda entre as 6 e as 8 horas da manhã, e desperta geralmente fazendo algum tipo de som (sons, grito ou choro). Alguns ficam no berço certo tempo brincando sozinhos antes de chamar por um adulto. Acordam com a fralda molhada e depois de trocada alguns ainda ficam certo tempo se divertindo com os brinquedos no berço. Posteriormente acontece a primeira refeição do dia, normalmente um leitinho, e mais tarde algum suco ou fruta.

Após a refeição voltam a brincar com seus brinquedos no chão (quintal, cercadinho, sala ou varanda). Passado algum tempo começam a ficar mais inquietos, chegando o momento do banho. Após o banho costumam ficar mais “dengosos” e acabam dando uma soneca de 1 a 2 horas. Ao despertarem, é o momento do almoço em que a mamãe/cuidador coloca o bebê na cadeira.

Após o almoço, a criança costuma se manter no período de sociabilidade: brinca com seus brinquedos, presta atenção em imagens e paisagens, gosta de ir atrás de objetos em movimentos ou que tenham som (ligando e desligando várias vezes). Gosta de andar pra lá e pra cá seguro pelas duas mãos. Gosta de se esconder e aparecer, dando muitas risadas, abrir e fechar coisas, pede colo e realiza demonstrações de carinho como soltar beijo, dar tchau, alisar o rosto de um adulto ou ficar entretido com um colar, zíper ou brinco. Gosta de atirar brinquedos e depois quer que lhe sejam dados outra vez; sua atividade não se esgota.

No meio da tarde faz outra refeição, normalmente uma papa ou fruta. Toma outro banho e antes de adormecer toma uma mamadeira. Cai no sono entre as 18 e as 20 horas, completando seu ciclo de 12 horas.

Na fase de 1 ano notamos amadurecimento motor a cada dia, bem como o aprimoramento de habilidades e novas faculdades mentais. O bebê agora começa a dar passos largos no seu desenvolvimento.

Lembrem-se que são apenas padrões universais e que se referem a uma generalidade! Ao ler sobre cada idade específica temos que levar em consideração a cultura, família, estimulação, ritmo da criança e personalidade. Nem tudo precisa ser certinho, ao pé da letra.

Compartilhem suas experiências, observações e acontecimentos dessa idade, como também comentem se foi visto tal comportamento ou não (se fez diferente, se foi mais precoce ou demorado, se a criança apresentou alguma dificuldade, etc.).

Até a próxima! 🙂

Sobre Lilian Britto

Graduada em Psicologia pela Universidade Salvador – UNIFACS e pós-graduada em Psicologia Analítica pela Psiquê - Centro de Estudos C. G. Jung, atua como psicóloga clínica com crianças e adolescentes. Além de coordenadora de cursos da Clínica Psiquê, presta trabalho voluntário na Fundação Lar Harmonia junto a crianças carentes. Apesar de ainda não ser mamãe, é apaixonada por crianças e, por isso, dedicou e dedica a sua formação profissional nesse fantástico mundo infantil.