Hotéis convencionais, resorts, hotéis da Disney, Hotel da Universal, Aluguel de casas de condomínio, TownHome… onde se hospedar em Orlando e região?

Não sou nenhuma expert em Disney (aliás estou longe disso!) mas uma coisa eu sei: gosto de economizar e fazer um negócio que tenha um ótimo custo-benefício.

Das outras duas vezes que fui à Disney ficamos em casa alugada. Aliás, a primeira, uma casa de condomínio no Emerald Island, dessas que podemos alugar no Booking.com e da última um apartamento em um condomínio que alugamos no AirBnb (nesse caso tem que escolher um imóvel que tenha bons reviews! É economia na certa!).

Apartamento em condomínio em Kissimmee Foto - Proprietária Sylvie - Airbnb
Apartamento em condomínio que ficamos em 2012  (Kissimmee) Foto: Proprietária Sylvie – Airbnb

FAMILIA BUSCAPÉ MASI 2014

Conversando com a amiga Priscilla Perlatti que escreve para o Disney Babble e faz consultoria de viagens especializada em Disney pela MyUSAVip, ela perguntou onde eu queria ficar (casa/hotel/Disney) e eu disse que queria economizar!! Ela sugeriu que  fizéssemos o seguinte: ficássemos os primeiros dias lá na Disney para ir nos parques e aproveitar as regalias de ser um hóspede e depois “mudássemos” para uma casa para ficar mais confortável e acomodar as compras.

Eu nunca tinha pensado nisso, e foi assim que continuei a programar a viagem!!!

A Disney tem Resorts Econômicos, Moderados e Luxo, e foi o mais baratinho deles (All Star Music) que escolhemos para passar 6 diárias, aproveitar os benefícios de estar lá dentro e facilitar o transporte das crianças.

All Star Music - Foto: Disney
All Star Music – Foto: Disney

Os preços variam muito ao longo do ano e dependendo do dia. Já vi gente que pagou menos de 80 dólares, já vi por mais de 130. Consegui uma promoção que era 103 (mas paguei menos com uma pessoa de Orlando que vende Disney! Conto abaixo nesse post!).

Tem o Art of Animation que tem quartos temáticos lindoooooosssss, mas não era o que procurávamos dessa vez. A diária no quarto da Pequena Sereia é baratinha (140 dólares) mas acaba rápido. O quartos “família” (Nemo/Rei Leão) que comportam até 6 pessoas começavam em 280 ou 340 dólares nas minhas buscas, dependendo do dia/época/disponibilidade.

Já imaginou se hospedar aqui??? | Foto: Disney
Já imaginou se hospedar aqui??? | Foto: Disney

Tem outros mais caros tb… inclusive com cabanas na “Savana” e animais como girafas passeando, como a Camila contou nesse post aqui no blog.

Ahhh!! Em NYC vou ficar em hotel e as diárias estão mais de 400 dólares, mas existe uma diferença enorme entre se hospedar 2 dias e 10, por isso o que é barato em outros lugares fica caro em Orlando, pois ficamos hospedados muitos dias e se gasta MUITO com ingressos de parques.

HOTEIS E INGRESSOS DISNEY COM DESCONTO

Por indicação da querida e linda amiga Mila do Cosmopolitando (ela mora em Orlando e dá dicas ótimas dos restaurantes e atrações na região, inclusive muitos segredos Disney) conheci a Francine, revendedora Disney, que consegue oferecer preços melhores que os do próprio site da Disney!!! Por exemplo: Simulando minha hospedagem + ingressos sairia U$1872 no site e com ela saiu U$1644. Nessa brincadeira foi mais de 500 reais de economia!! Quem quiser fazer cotação, segue o contato: [email protected] Você pode reservar de graça e pagar 20 dias antes da viagem.  Ela também tem opções de hotéis de Orlando, Aluguel de carros, ingressos dos outros parques. Eu não me interessei em olhar, mas ela disse que tem ótimas e inúmeras opções de hotéis fora da Disney. Resorts como os da Marriott (e outros) tem suites familiares para quem prefere ficar em hotel do que casa.

CARRO

Como – mais uma vez – eu disse que queria economizar, ela me sugeriu não alugar carro nos 3 ou 4 primeiros dias hospedada na Disney, já que eles oferecem transporte do aeroporto e para os parques, massssss chegamos a conclusão que não dava pra ficar sem carro e sem compras (já que é a estréia da minha sogra e das minhas filhas na Disney e EUA), então decidimos pela locação do carro durante todo o período em Orlando. A Francine e a EPS Concierge ([email protected]) tem ótimos preços! Maridón prefere alugar direto na Alamo.

CASA

Bom, decidido isso precisávamos de uma casa para o restante dos dias. Ela (Francine) tinha opções de TownHome a partir de 90, 100 dólares, mas eu preferi buscar sozinha. Como eu estava “namorando” há meses algumas casas e ainda não podia fechar, perdi algumas oportunidades de opções super bem localizadas e com preços ótimos no Airbnb (antecedência e programação são tudo para economizar!), então optei por uma casa um pouco mais afastada (25 min de carro do Universal). Vi casa de 74 dólares para 4 pessoas, mas se tiver quem divida as despesas da viagem, as casas de 8 a 10 pessoas a 150-180 dólares valem super a pena. Não foi o nosso caso dessa vez, por isso preferi buscar uma mais em conta.

Escolhi uma casa de dois quartos e 107m2 por 97 dólares com as taxas inclusas, nesses condomínios com piscina, salão, etc etc etc que não usamos nunca. Reservei pelo Booking, que tem uma vantagem enorme sobre o Airbnb: no ato da reserva você não paga o valor total e tem maior flexibilidade para alteração e cancelamento.

Casa em orlando
Foto Booking

Querem mais indicações?

  1. Se preferirem negociar uma casa de brasileiros, uma amiga e o marido, Rafael, que moram aqui no interior de SP têm uma casa lá e alugam para temporada. O site é imovelemorlando.com.br.

     2.  Se você não fala inglês e quer ser bem recebido em português, e ter pessoas que conseguem te atender bem, tem a Fidelity Vacation Homes, já conhecida no instagram e por muitos brasileiros.

E chegaaaaaa né? E eu nem falei dos hotéis de Orlando (tem até de 40 dólares, mas lembrem de que “quando a esmola é demais o santo desconfia”, corram no TripAdvisor e vejam fotos do hotel tiradas por usuários).

Acho que já deu pra ter uma noção. O negócio é fazer orçamento, jogar na planilha, fazer conta e ver o que cabe no bolso. Tem pra todo gosto.

Bjinhosssssss

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.