22 comments
Oi pessoal!
Quem me sugeriu esse tema na semana passada foi uma leitora do LookBebê seguidora no Instagram (@AnaluMasi) e depois desse “pedido” o assunto já veio à tona com amigos mais 2 vezes.
Acho que é hora de falar a respeito!
O que é?
A famosa “mochila-coleira” para crianças, conhecida nos EUA como “children’s backpack leash”, vem sendo cada vez mais utilizada no Brasil.

É um colete-mochila e dessa mochila sai uma alça para “controle” dos pais ou quem estiver cuidando.

Ela já é comum há alguns anos nos “países desenvolvidos” mas aqui a discussão começou antes que a moda pegasse de verdade.

Na minha opinião, se tiver bom senso, tudo pode.

Não é porque seu filho está na fase  de correr e sair gritando no meio do shopping que você pode achar isso normal. E também não é por isso que vai amarrar uma coleira nele e ao invés de educar.
Ontem fui encontrar com uma amiga no shopping e só conseguia pensar: “Ahhh, se eu tivesse uma mochila-coleira daquelas…” kkkkkkkk
Não, eu não acho que seria a melhor opção, mas ontem ela realmente estava ligada no 1000V. Sério!
Mas…. que bom q não tenho e assim não caí na tentação de “amarrar minha bichinha” (aos 18 meses) perto de mim e evitar que eu levantasse da cadeira 48 vezes enquanto conversávamos. Juro, eu quase fiquei doida! kkkkkkkkk
Eu acho que a mochila pode ser utilizada SIM, para a segurança da criança, e não pensando somente na comodidade dos pais. 
Em lugares muito movimentados e “perigosos” de se perder uma criança como aeroportos e parques da Disney acho muito válido o uso. Uma hora você precisa mexer na bolsa, pegar passaporte, tickets, dinheiro e num piscar de olhos, aquele ser’zinho’ já saiu batendo perna “achando que é gente!” e o pior… Você nunca sabe se as pessoas próximas a você são todas bem-intencionadas, e, considerando que nossos filhos são nossos maiores tesouros, é preciso estar atento.
Agora, bom senso né minha gente! Entrar no avião segurando – ainda – aquela coleira por tooooodooo o corredor, é totalmente desnecessário! #JáVi
Está sentado esperando o embarque, guarda a alça e pronto. Já passou o perigo.
Aí a necessidade já virou comodidade há muito tempo… Temos q tomar cuidado e impor limites a nós mesmos.
Acho inclusive que dependendo do volume de compras e do tamanho do estabelecimento, é valido o uso no supermercado. A atenção está voltada às compras e não somente à criança, e isso acaba comprometendo a segurança dela. Eu não tenho babá e geralmente vou ao supermercado com a Bru… É uma ginástica!
A necessidade de uso também  vai ficando maior se você tem mais de uma criança para supervisionar,  mas se é necessário ou não, cada família vai saber e depende de muitos fatores como por exemplo quantos adultos existem cuidando das crianças, se o local é desconhecido, se a criança sabe se comunicar e avisar que está perdido, informar o nome dos pais ou responsáveis.
Algumas pessoas acham absurdo esse controle (ou seria falta de controle?) sobre os filhos, mas como minha amiga Carol disse ontem: “Qualquer possível ‘trauma’ na criança é menor do que o trauma de você perder um filho”. 
Então, com moderação, eu usaria!
Ah!!! Nos EUA custa cerca de 10 dólares e é facilmente encontrado em supermercados como Target, WalMart e na Amazon.No Brasil custa de 60 a 80 reais. Na PBKids custa 75 reais  e no Mercado Livre tem por 65.
E você? O que acha?
Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.