1 comment

 

Oi pessoal,

O post de hoje é dedicado a nossa querida Ana Lu Masi que essa semana descobriu que será mamãe de mais uma menininha.

Resolvi fazer essa homenagem na nossa coluna 10&Twelve  contando um pouco da dor e da delicia de criar 2 meninas. Separei 5 assuntos que vejo que, pelo menos aqui em casa, estão sempre na pauta.

  1. De quem é essa roupa? Sem dúvida ter filhos do mesmo sexo ajuda e muito na economia. Aproveitar as roupas que usamos tão pouco é muito bom. Mas quando eles estão mais crescidos muita atenção com biótipo e com os gostos de cada um. Ao contrário do que se pensa, aqui nessa fase o “mundo cor de rosa” pode ser enterrado para sempre. Um belo dia você ouve da sua garotinha “mãe, eu odeio cor de rosa”. É importante que eles se sintam bem com os seus looks. Dar dicas aos pequenos ajuda na formação do estilo.
  1. Isso é meu: quando as meninas eram pequenas elas tinham um lugar comum em casa para brincar, portanto depois que ganhavam os brinquedos todos ficavam misturados e ambas brincavam com tudo. Quando mudei de casa, a pedido delas, tive que reorganizar esse ambiente, que apesar de ainda ser comum é bem dividido com o que é de cada uma.
  1. As diferenças: mesmo que sejam do mesmo sexo e/ou idades próximas, lembrem-se que essa turminha é cheia de personalidade. No dia a dia a gente tem a sensação de estar em dois mundos completamente distintos. Gostos, opiniões, desejos…. muitas vezes opostos, mesmo com duas garotas em casa. Mamães podem cair na armadilha de sair fazendo tudo igual pras duas, podem ter expectativas de que elas sejam muito parecidas no comportamento, na atitude, e daí a gente cai do cavalo. É muito importante olharmos para as virtudes de cada uma aceitando as diferenças e evitando rótulos.
  1. Tudo junto e misturado: aqui em casa é assim, quando dou conta tem meia dúzia de meninas fazendo a maior farra e a gente já não sabe mais quem é amiga de quem. Enfim, é mesmo uma delicia essa bagunça, mas tem hora pra tudo né? Qual menina que não gosta de se enfiar no quarto de vez em quando com a sua melhor amiga, e contar as confidências? Atenção mamães: esse tempo é necessário e muito reivindicado principalmente pelas meninas, então resolvi colocar o assunto em debate aqui em casa e alternar a programação. Assim o espaço de cada uma fica preservado sem perderem a oportunidade de juntar todo mundo de vez em quando.
  1. Meu quarto meu mundo: Deixar as meninas dormirem juntas depende da disponibilidade de espaço. A participação delas nessa decisão, na decoração do quarto, ajuda cada uma se identificar com esse ambiente. Não tenho dúvida que nessa fase dormir junto reforça muito o vínculo afetivo e ainda rolam papos divertidos e risadinhas antes de pegar no sono.

Pra saber mais e compartilhar com as filhotas seguem 2 livros

 


 

 

 

Sobre Camila

Mãe da Victória e da Helena, aprendiz de escritora, apaixonada por essa galerinha 10&Twelve.