Que o nosso corpo sofre muitas mudanças hormonais nós já sabemos, mas muitas vezes elas nos assustam um pouco, principalmente na primeira gravidez. Será que o mamilo vai voltar à cor original? E a linha negra, vai sumir? E as manchas no rosto?

Primeiro é necessário saber: sim, tudo pode voltar ao normal ou próximo disso, mas não temos garantias e cada corpo reage de uma forma diferente. Tem mulheres que não tem a linha nigra aparente mas tem muitas manchas, ou o contrário. Não existe regra. Umas sofrem mais e outras menos com a hiperpigmentação da pele.

Durante toda a gravidez há uma verdadeira “dança” dos hormônios, com altos e baixos em cada fase, e o aumento da progesterona e estradiol – principalmente na segunda metade da gestação – favorecem o escurecimento da pele, principalmente as partes naturalmente mais escuras: Aréola e mamilos, axilas, genitália, interior das coxas, etc.

O que vejo em comum na maioria das pessoas é o escurecimento da aréola e mamilo. Esse escurecimento é gradual e próximo do parto pode ficar muito escuro, mas com a baixa dos hormônios no puerpério melhora bastante.

Encontrei um gráfico no site de materiais didáticos afh.bio.br que mostra como os hormônios se comportam na gravidez:

hormônios na gravidez bhcg progesterona estrogenio

É notório que no segundo trimestre o b-HCG volta a ter níveis baixos enquanto a progesterona e o estradiol disparam.

No terceiro trimestre os níveis desses dois hormônios são ainda mais altos.

Recomenda-se que o uso do filtro solar seja constante desde o início da gravidez para evitar o famoso melasma ou ‘mascara da gravidez”, que é a hiperpigmentação no rosto. Aparecem várias pintinhas e essas podem aparecer desde o começo da gestação, principalmente se não tiver prevenção. Ela não aparece somente com a exposição à luz solar, mas com qualquer luz branca e luz do dia. O uso do filtro solar é necessário e recomendado inclusive nos dias frios e nublados.
As manchas também tendem a diminuir no pós-parto, mas muitas vezes deixam marcas.

Algumas mulheres tem predisposição genética a ter mais manchas e também é mais comum em mulheres de pele mais escura.

Os tratamentos de pele são recomendados somente após o desmame do bebê/criança e o melhor tratamento para cada pessoa é indicado pelo médico dermatologista.

Minha terceira experiência

Mamilo e genitália

Nessa terceira gravidez, notei que o escurecimento do mamilo começou com 20 semanas e aos poucos outras partes do corpo também estão escurecendo, como a genitália e axilas. É feio, estranho, mas sei que vai passar.

No pós-parto da Bruna meu seio ficou assustadoramente escuro! Mamilo super preto, feio, mas acreditem, voltou ao normal.

Linha Nigra

Com 25 semanas também notei a linha negra na parte de baixo da barriga (abaixo do umbigo), mas sei que ela vai ficar aparente em toda a barriga, como podem ver nessa foto da minha primeira gravidez:

analumasi gravida bruna linha nigra
Linha negra “torta” é outra característica individual de cada pessoa – Primeira gravidez em 2010 (cerca de 35 semanas)

Segunda gravidez (2012):

ana 30 semanas
30 semanas da Clara

Terceira gravidez (2015):

Linha nigra começando a aparecer no segundo trimestre
Linha nigra começando a aparecer no segundo trimestre – 26 semanas da Alice


Melasma

Esse é o problema de pele que tem maior chance de ser evitado ou minimizado, por isso é importante consultar o dermatologista logo no início da gestação.

Eu tenho poucas manchas e claras, mas tenho.

melasma
Manchinhas da gestação

(Completamos hoje 26 semanas!)

Bjossss

Fontes: Denise Steiner | Dermatologia |

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.