Supermercado com crianças. Quem faz essa pequena loucura? Quem já fez? Aqui faço isso semanalmente!

Pra ser bem sincera na semana passada (há 10 dias) eu estava tão cansada e foi tão “punk” que cheguei a conclusão que eu gosto de sofrer. Para mudar esse quadro eu teria que ser organizada o suficiente para preparar a lista e comprar online com antecedência, coisa que na situação atual não está rolando. São tantas coisas acontecendo (blog-wondermoms-lojinha-filhas-marido viajando) que não consigo ser ‘essa pessoa’ que faz a compra e tem tudo entregue antes de acabar.

Bom, mas essa sensação de sofrimento passou no dia seguinte. Além disso adoro ver a Bru me pedindo pra ajudar a escolher o chuchu, pepino, banana e uva passa. Essa ultima por sinal é o must have do momento; É a sobremesa e petisco “PEFERIDO”! Ah! Damasco ela também adora!

Sexta fomos mais uma vez ao SUPI-ICADO (supermercado), e como sempre, tivemos que negociar.

Na hora das verduras foi tudo bem. Ela só quis verificar os preços dos ovos (pois na semana passada ela queria o da embalagem rosa, e tive que dar uma longa aula pra ela sobre preços e necessidades). Tudo o que ela sugere dali eu pego. Cenoura, Pepino, Laranja, limão, brócolis… até a cebola ela lembra.

Aí, na prateleira ao lado ela pegou um Miojo (só porque tinha a turma da Mônica desenhado). Falei que aquele não levaríamos, e ela disse: “Eu só quero ver o preço, mãe!!!” Ahhh ta, desculpa aí.

Olhei de longe, ela levantou as pontas dos pés, se esticou, mas o leitor não dava leitura. Eu gritei: “Biiip!” Hahaha Ela ficou toda satisfeita, voltou e guardou o Miojo na prateleira. #Win

Em seguida o pegou a batata e disse: “Mamãe, eu posso ver o preço desse?” Hahha gente, a coisa mais fofa do mundo! Tentei explicar que não tinha o código, mas ela já estava na ponta dos pés em frente ao leitor. Deixei ela imaginar. Quando ela tentou argumentar que queria a batata rosa, eu mostrei que já tinha pego a batata normal, e que era mais barata.

criança no supermercado
“Mamãe, eu posso ver o preço desse?”

Falei o preço, ela guardou e continuamos. Depois os frios, ok (só pediu uma fatia de cada pra beliscar).

Aí fomos ao corredor de sucos pegar água de coco (do bem – sem conservantes) e tive que começar a negociar. Peguei 2 garrafas de 1L água de coco. Cada uma custava 7,49 (é caro mas vale a pena). Aí a Bru pegou uma pequenininha de 200mL que custava 2,49. Me recusei a comprar (25% a menos de produto né?! Não rola.)! E ela falou que a vovó tinha comprado pra ela. Expliquei q a grande vinha muito mais e que aquela era muito cara. E nada dela ceder. Pensei em dar exemplos com moedinhas, mas ia exigir demais da minha Bruneca. Eu disse: “você quer essa pequena ou a uva passa?” Sabem o que aconteceu? Ela largou a água pra pegar a uva passa. \o/ #Win2

Fomos pegar e ela alcançou um pote grande. Falei que eu ia ver o preço primeiro. Fiz umas contas e falei que aquele estava muito caro. Na hora ela devolveu na prateleira e pegamos a outra marca que estava mais barata. \o/ #win3

No corredor de salgadinhos fui eu que não resisti. Saí sem jantar e propus comprar UM único pra comer. Nada de estoque em casa. #MomFail

Fomos à geladeira de laticínios. Ela cismou que queria um iogurte rosa. Aquelas garrafinhas, tipo corpus. Achei estranho, mas acho que ela só gostou porque era rosa. E ainda soltou um “Eu adoro iogurte! uhummm.. sei. Depois ela viu um danone da Turma da Mônica, e aceitou trocar o de garrafinha pela bandeja. (Esse está mais pra #Fail, maso custo benefício era melhor.)

Quando chegamos ao caixa, oferta de Kinder Ovo, claro! Já achei que ela tinha sido super boazinha com várias negociações, mas como eu disse que seria uma compra pequena e que “eu não tinha muito dinheiro”, achei melhor manter a linha e continuar negociando. “E aí, você quer o chocolate que você vai comer só hoje ou a uva passa e o damasco que você vai comer vários dias de sobremesa?”

Bruneca pensando na troca.

E em seguida, ela devolveu! <3

foto 2
Damasco e Uva Passa 1 X 0 Chocolate

foto 3
Na saída, a mãe abre um salgadinho porcaria…. kkkk #ShameOnMe

Como se já não estivesse cansada o suficiente, ainda íamos a outro supermercado comprar flores para esperar o maridón. Quando falei: “Então vamos embora”, a Bruneca já lembrou correndo como uma agenda ambulante “Não, mamãe! A gente tem que ir no outro SUPICADO comprar FÔ!!!!!”

Pegamos a flor, um suco e chegando ao caixa – mais uma vez – tive que fazer devolver o tal chocolate ‘de menina’. Que raiva que tenho dessa oferta de brinquedos, pirulitos e balas no caixa! (Bora proibir isso, pessoal??)

Enquanto não tem regulamentação, ela vai continuar indo ao supermercado e aprendendo que não se deve comprar e comer isso sempre.

foto 4
Oferta de balas, pirulitos e chocolates “para criança” no caixa pra mim é o cúmulo do absurdo.

É um pouco desgastante mas acho que o saldo e aprendizado é sempre positivo.

***

Num domingo umas semanas atrás, meu marido e cunhados resolveram fazer um churrasco e foram ao supermercado. Quando chegaram, ela estava com um pote de algodão doce daqueles bem fakes, com corante e sabor (urgh). Fiquei MUITO brava, porque ela simplesmente pegou e o pai deixou no melhor estilo (em casa você vê com a sua mãe). OI??? Depois que comprou eu vou proibir? Não seria mais fácil não comprar?

foto (7)
oi??

Pois bem… perguntei de onde ela conhecia o “Doce doce” (pois teve uma festa que eu fiquei morrendo de vontade de comer e não comprei pra não oferecer a ela), e ela disse que da escola. O único dia q pensei q poderia ter tido algodão doce lá foi na festinha de volta às aulas, que caiu numa sexta feira e avisaram que teria barraquinhas de pipoca e etc. Fiquei brava, mas foi uma eventualidade. OK.

Agora, ir ao supermercado que vamos toda semana e voltar de lá com uma porcaria dessa, eu sou super contra. Uma coisa é experimentar e comer em uma festinha, outra coisa é trazer do supermercado. Quando já era noite, ela lembrou e eu tirei armário (vulgo esconderijo), e dividimos entre todos em casa. Ela não gostou (obvio, ela não gosta de doces, só brigadeiro e bala de iogurte) e todos os adultos comeram o tal doce-doce dela. Pronto, assim acaba logo. Em uma outra ida ao supermercado comigo ela pegou o pote, eu olhei pra ela e a lembrei que ela não gosta. Ela devolveu e pronto.

***

E vocês, como fazem com essa oferta toda? Conseguem negociar ou preferem fazer as compras “em paz”?

Até hoje eu consigo levar, ensinar e negociar. Até quando? Não sei. Mas desde pequenininha eu negociava com a Bru e a “moça do caixa” do supermercado ficava boba de ver que ela aceitava devolver sem fazer birra.

Graças a Deus ela adora verduras e frutas, então deixo ela se realizar no hortifruti logo que chegamos no supermercado. Depois vou controlando as besteiras no caminho.

foto (6)
Ainda bem que não vira… Ela consegue escalar e entrar no carrinho! /o\

Bjosssss

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.