Oiiiii pessoal!!!

Hoje tem CookBebê!! \o/

Fazia um tempo que eu não inventava alguma coisa na cozinha, mas depois dessa “onda” minha de olhar o sódio nos produtos consumidos em casa ( já falei aqui das Bisnaguinhas e frios como peito de peru e dos Sucos de Caixinha) resolvi dessa vez, olhar o rótulo do molho de caixinha.

Em média, 3 colheres de sopa de molho pronto têm de 280 a 300mg de sódio. Parece não ser tanto assim se lembrarmos que é a mesma quantidade que existe em 3 bisnaguinhas, mas quem é que come somente 3 colheres de sopa de molho? Geralmente o molho acompanha uma massa ou carne e a quantidade utilizada é bem maior. E o sódio do restante da comida?

Acho que o pouco que conseguimos tirar de cada alimento ou refeição, já ajuda.

Caso a opção seja mesmo o molho de caixinha (nem sempre dá pra fazer em casa ou encontramos tomates bons e maduros), fique atento aos ingredientes e informações da embalagem. Dei uma espiadinha na despensa aqui em casa e notei uma diferença grande entre os ingredientes de cada marca. Algumas são melhores pois não possuem corantes, aromatizantes e estabilizantes. Menos mal. 😉

Bom, por influência também de uma tia (que veio aqui pra casa com o neto e ele só come molhos naturais), resolvi comprar tomates maduros e fazer o molho “pra valer” e pra congelar. Já tinha feito comidas outras vezes pra Bru com tomates, mas nunca havia feito de fato molhooooooo de verdade pra congelar.

Vamos lá:

 

Molho de Tomate Natural


Ingredientes:

  • tomates maduros (utilizei de 25 a 30 tomates… parece muito, mas foi suficiente para caber na minha maior panela, no caso a de pressão)
  • 1/2 pacote de cheiro verde
  • 1 1/2 cebolas grandes picadas
  • 1 colher de sopa de manjericão (eu não tinha natural)
  •  1 colher de sopa de sal (atenção ao sal… eu usei muito pois era MUITO molho)
  • azeite (“forrei” o fundo da panela de azeite)

Primeiro forrei a panela com o azeite e dourei a cebola. Depois acrescentei parte dos tomates lavados e cortados em 4 pedaços aos poucos e em seguida o cheiro verde e o manjericão. Fui mexendo e conforme o tomate ia se desfazendo, acrescentei os demais tomates. Quanto mais eu mexia, mais rápido o tomate de desfazia.  Acrescentei o sal e deixei cozinhar em fogo médio-baixo por cerca de 40 minutos. A pele do tomate sai sozinha e você pode retirar algumas maiores que estiverem fáceis, mas não tem necessidade. Rendeu uma panela de pressão cheia, cerca de 5L de molho.

Salada de Macarrão e Kani

Ingredientes:

  • 250g de macarrão (Usei meio pacote do Mini Farfalle Barilla, da linha Piccolini, que também tem Mini Penne e Mini Fusili)
  • 250g de Kani desfiado (um pacotinho)
  • 300g de tomate cereja picado (1 bandeja)
  • 2 potinhos de iogurte natural
  • 100g de queijo (usei o meia-cura ralado mas faria com diversos outros: parmesão, Grana Padano, queijo branco, mussarela de búfala)
  • sal a gosto
  • Açúcar (caso ache que está muito ácido)
Primeiro cozinhei o macarrão com um pouco de sal e azeite para não grudar quando esfriasse. Depois de escorrer, misturei o iogurte e os tomates picados. Sal a gosto. Depois de temperar, acrescentei o Kani e o queijo ralado na hora. Deixar na geladeira e servir gelado. Serve muito BEM 4 pessoas.
Quem não gosta de Kani ou prefere fazer algo mais saudável, pode substituir por frango cozido desfiado.
Salada de macarrão com kani

 

Bjinhos!!!!

 

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.