1 comment

 Como saber se é cárie ou hipoplasia dentária? Mancha no dente nem sempre é fluorose. Só o odontopedriatra pode avaliar.

Quando nos tornamos mães aprendemos um pouco de medicina, de odontologia, de fisioterapia ou de fonoaudiologia na “marra” e conforme necessidade. Aliás, mães de crianças com problemas de saúde muitas vezes sabem mais do assunto do que um profissional da saúde que não é especialista na área. E é obvio, eles não precisam saber tudo.

Mães costumam dominar certos assuntos porque se importam com aquele caso em específico, procuram mais informações, conversam com outras mães e se consultam com especialistas. Já vi acontecer muito disso com mães de autistas, com mães de crianças em tratamentos prolongados e é sobre isso o assunto de hoje: informações equivocadas e desencontradas que recebemos, seja por amigos e parentes pitaqueiros ou profissionais sem muito conhecimento ou vivência na área. Afinal, quem nunca ouviu um pitaco errado, como por exemplo que o dente manchado do seu filho era fluorose, quando na verdade o filho estava com o nariz congestionado e dormiu de boca aberta? Rss Eu já.

– Encaminhamento para o dentista (sugestão de cárie)

Na primeira vez que a Clara foi a uma pediatra aqui em Campinas depois que nasceram os últimos dentes, tive uma notícia ruim. Ela disse que os dentes dela no fundo estavam com cárie. Levei um susto e bateu uma culpa enorme, pois já falei antes que já fui muito negligente com os cuidados e a saúde bucal.

Eu já havia notado os dentes do fundo manchados, mas não sei porque não procurei logo o dentista. No susto nem lembrei de argumentar que os dentes já nasceram manchados. Pra mim a cárie era um ponto escuro e não aquelas mancha no dente  amarelada. Bom, imediatamente marquei consulta.

Meses antes ela teve uma batida no dente e já tinha ido lá no consultório pelo menos 3 vezes. Na época os dentes do fundo ainda não haviam nascido e por isso era impossível de prever. (No post Meu filho bateu o dente. O que fazer? conto também sobre a segunda vez que tiramos a chupeta).

Leia também Como foi tirar a chupeta? | O que eu tiro primeiro: o peito ou a chupeta? | A volta da chupeta depois de 5 meses e o desmame materno aos 2 anos

 

Logo que chegamos na consulta eu falei que ela estava com cáries e assim que a avaliou, ele me corrigiu: Não, isso NÃO É CÁRIE. É uma hipoplasia.

Entenda eses 3 tipos de mancha no dente

Estou bem longe de saber tudo sobre o assunto e se são somente esses 3 tipos de “problemas” dentários que causam manchas, mas como são os mais comuns e que podem acontecer com as crianças, me limitei a eles. 🙂

HIPOPLASIA

A hipoplasia é uma má formação do tecido. A hipoplasia do dente de leite pode acontecer no final da gestação ou durante o primeiro ano de vida da criança (quando o tecido do dente de leite ainda está em formação). 

Indo de acordo com o que o Dr. Gabriel Politano (site Campinas / São Paulo) me explicou, achei um artigo no site Minha Primeira Dentista (Salvador) que explica os fatores que podem provocar essa desmineralização:

“Os ameloblastos – células que fabricam a matriz orgânica formadora do esmalte dentário – são muito sensíveis a:

  • qualquer agressão química
  • agressão mecânica (trauma)
  • agressão infecciosa (viral e bacteriana)
  • infecções tipo otite média
  • complicações asmáticas- nutricional (deficiência de vitaminas A, C, D, Cálcio e Fósforo)
  • distúrbios perinatais (prematuridade, baixo peso ao nascer),
  • rubéola, sarampo
  • desnutrição
  • e agressões térmicas (febre alta) sofridas pelo corpo sistemicamente”

Ele me perguntou se ela teve otites e febres altas, se utilizou antibióticos, mas a Clara até hoje nunca precisou (diferente da Bruna). Eu não sei o que pode ter provocado essa hipoplasia mas foi o que aconteceu.

Quais cuidados tomar em pacientes com hipoplasia dentária?

A dentição que teve hipoplasia além de manchada fica extremamente frágil e quebradiça, o que favorece o aparecimento de cáries. Em alguns casos é necessário fazer a aplicação de selante (a Clara fez em 3 dos 4 dentes do fundo) para reconstituir o dente e evitar buracos onde possa ser difícil a higienização e onde os alimentos possam se decompor.
Ela é mais comum em dentes de leite, porém pode acontecer em dentes permanentes por outros motivos.
Um dente de leite com hipoplasia não indica dentes permanentes com hipoplasia.
A visita ao odontopediatra precisa ser mais frequente.

CÁRIE

A cárie é a deterioração do dente através de um processo onde as bactérias presentes na boca digerem os carboidratos, liberando ácidos que correm a estrutura do dente. (fonte)
Acontece primeiro internamente e quando aparecem na superfície,  já foi corroído por dentro. É preciso estar atento a manchas e visitar regularmente o dentista.

Dica do (nosso) dentista: É importante escovar pelo menos 2x/dia com pasta com flúor, e mais importante ainda: não comer fora de hora/beliscar e evitar doces.

FLUOROSE

A fluorose é uma alteração do esmalte (mancha no dente esbranquiçada) causada pela ingestão excessiva de fluoreto durante a formação do dente. Deve-se monitorar a ingestão desses compostos nas crianças, do nascimento até os 5-6 anos de idade, fase em que os dentes permanentes estão em formação. A pasta com flúor deve sim ser utilizada mesmo com a ingestão da água floreada, porém não pode ser indiscriminadamente.
É mais comum em dentes permanentes (o que é um problema do ponto de vista estético) porém pode acometer também os dentes de leite. Tudo depende da fase em que acontece a exposição excessiva ao flúor ingerido. O dente com fluorose é mais resistente à cáries, mas também precisa de cuidados. (fonte)

Procure um bom odontopediatra e faça as consultas regularmente.

E ai, gostaram das dicas?

Bjsss

Imagem: Dentes com cárie em Shutterstock

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.