25 comments

Aiiii gente…

Ainda estou nervosa com o acontecido aqui em casa há alguns minutos… São 19:38 de terça-feira e estou escrevendo um post pra amanha (hoje no caso pra vcs que estão lendo).

Tive que parar de lavar a louça para extravasar aqui. (esse negócio de blog, escrever e desabafar é mesmo um vício)

Semana passada o tema do Mamatraca foi sobre a relação dos animais de estimação com os bebês e inclusive quase mandei um vídeo da Bru abraçando e apertando o Steve, que ela adora!

A adaptação dele com a Bru foi ótima. Fizemos todas aquelas coisas que falam: dar uma meinha ou fraldinha para ele cheirar, dar atenção… aos poucos fomos deixando ele conhecer ela, cheirar o pezinho, lamber… e viraram amigos.

#momentonostalgia

Temos vários vídeos fotos dos dois. Abraços, farra, apertos, lambidas.

Mas o que aconteceu me deixou chateada…. e revoltada…

Para quem não viu no Instagram, Twitter e Facebook, ontem a Bru não quis comer na cozinha enquanto eu lavava a louça, e quando ela chegou na sala com o pratinho dela ouvi um grito alto, choro e quando fui vê-la desesperada com as mãos cheias de sabão o Steve passou correndo por mim. Perguntei se o Steve mordeu ela, ela disse q sim e falou chorando: “Papá, papá!” apontando o meio da sala e segurando a mãozinha.

Chegando lá vi o pratinho dela quase vazio no chão, com comida espalhada e percebi que o Steve tinha atacado a comida dela.

Fiquei puta, voltei na cozinha peguei o pano de prato e dei umas estilingadas nele que estava escondido debaixo do fogão, enquanto eu gritava “Steveeeee, se você morder a Bru de novo eu coloco você na ruuuaaaa!!!!” blá bla blá aos berros, como se estivesse falando com gente.

Quando achei que tinha chamado a atenção dele, comecei a pensar na minha culpa nessa história toda. Vou explicar.

Pois bem, ultimamente ele não tem comido muito. Desde que ficou na casa do meu pai ele já estava assim e minha “madrasta” disse pra eu colocar um fiozinho de azeite na ração dele que ele comia tudo. A verdade é que eu não coloco azeite nenhum, e se ele não comer, fica lá… só coloco mais ração quando acaba e isso geralmente demora mais de 24h.

Os defensores de animais que atirem pedras, mas não dou muita atenção a ele. Tenho que falar a verdade né? Pois então. Meu marido queria um cachorrinho 3 anos (quase 4) atrás e um belo dia passeando no shopping achamos lindo e fofo e resolvemos comprar. Assim. Vai, coloca na fogueira agora…

Ele é muito bonzinho, sério.

Estou me sentindo culpada por não dar atenção à ele, carinho, por não colocar azeite na ração dele, não levar pra passear… se eu tivesse feito isso talvez ele não se interessasse tão verozmente na comida da Bru, não estivesse infeliz e carente. (Mais uma) verdade é que eu não sei se estou interessada em fazer tudo isso e ainda limpar xixi e coco que ele insiste fazer no canto da sala (mas ele é tão bonzinho que se o tapete higiênico estiver ali ele faz certinho).

Acho realmente que ele precisa de mais. Precisa de atenção e de alguém que se importe. :,,,,,,(

Pensei em mudar meu comportamento. Combinei comigo mesma de servir o almoço dela e ao mesmo tempo colocar o azeite na ração dele. Pra ele perceber que estou dando atenção e comida gostosa aos dois. Pensei em dar mais atenção e carinho e cuidar melhor dele. Uma amiga deu a dica de colocar aquele colar nele para que ele não conseguisse morder. Outra, de deixá-lo longe dela na hora de comer. Eram sim boas soluções…

Foi aí que escutei a Bru dizer: “Mamãe, mamãe”. Ela tinha acabado de notar a mão machucada e com sangue e queria me mostrar. Quando vi aquilo quase tive um troço. Uma mistura de coisa ruim: ódio, raiva, desespero. Coração apertado.

Fomos lavar a mão e passar Merthiolate.

Eis a foto do estrago: (quase 1 cm de corte!)

Ele já tinha mordiscado ela váaaaarias vezes, mas nunca machucou tanto. Fiquei super chateada.

Publiquei a foto e pensei: meu marido vai botar ele pra fora de casa, com certeza. Ele já vinha falando disso há tempos, e eu sempre segurando… Ou pq a Bru gosta dele, ou pq ele é bonzinho, ou pq a Bru gosta dele, ou pq ela gosta dele. kkkkkk

Já me adiantei e perguntei pra cunhada se ela quer ficar com ele… (ela já queria comprar um cachorrinho). E ela disse q sim.

Vocês devem estar pensando: “Essa louca vai se desfazer do cachorro por causa de uma mordida?” Não… por causa de uma mordida, por falta de vontade de dar atenção, porque ele merece um lar melhor… porque isso tudo.

Mas não estaria simplesmente abrindo mão… Estaria escolhendo um canto melhor pra ele, mais prático pra mim, e mesmo assim a Bru teria contato com ele. Claro que ela pode sentir falta no dia-a-dia, mas ela vai poder brincar com ele sempre que fôssemos lá (e somos muito próximos).

Ainda vou conversar com o marido, mas estou bem cansada e pouco disposta pra ainda lidar com ciúmes de cachorro. Imagina ainda quando chegar outro filho e eu tiver que lidar com o ciúme do cachorro com os 2 e da Bru com o outro? Affffff, to afim não.

21h. Post Salvo ainda no calor do momento.

Depois da meia-noite…

Agora que a raiva já passou e após muitos comentários de amigos e seguidores, resolvi “dar mais uma chance” pro Steve pois eu não seria justa com ele se eu não tentasse dar a devida atenção.

Vou testar meu novo comportamento (com o azeite, comida, atenção), afastar ele das nossas refeições e ver se resolvo isso “na boa”.

Bjosssss

Sobre Aninha

Mãe de um trio de meninas: Bruna (6), Clara (4) e Alice (2). Dedico meu tempo à minha família e ao LookBebê. Antenada, adoro redes sociais e tecnologia e mais ainda, compartilhar conhecimento e informações sobre a maternidade. Sou (fui) Biomédica, pós-graduada em Engenharia Biomédica, mas optei por mergulhar de cabeça na maternidade.