Olá mamães…

Hoje vamos falar de um utensílio que vem sendo bastante ofertado aos pequenos: as redinhas e alimentadores.

O momento de introdução dos alimentos complementares, por volta dos 6 meses de vida do bebe, causa novas sensações e a dúvida surge novamente na cabeça das mamães.

O universo infantil traz novidades a todo momento e hoje vamos falar de um dos ítens mais utilizados na alimentação dos pequenos. A recente oferta é a tal da redinha, conhecida também como alimentador.

Eu como Nutricionista deixo claro minha opinião negativa sobre seu uso e explico meus motivos.

Quando falamos de crianças saudáveis, falamos de hábitos e estilo de vida saudável. Nesse contexto devemos pensar que é saudável um bebe se sujar tomando suco, ou sujar o cadeirão e até a roupa experimentando uma suculenta manga.

Mas isso passa, essa fase de aprendizado e descobertas também, por isso, é essencial incentivar seu bebe a pegar com as mãos, sentir a textura, o que é mais ou menos suculento e ver aquelas carinhas deliciosas quando tenta pegar uma uva e ela “foge” dos seus pequenos dedinhos.

As redinhas podem parecer mais práticas e seguras para o bebe mas nem sempre é assim que acontece, em geral elas são feitas de material sintético, o plástico.

Aqui um relato pessoal:
Minha prima de 2 anos hoje, na época de introdução alimentar utilizou essa redinha e cortou a gengiva…. SIM, isso pode acontecer!

A gengiva é uma região bem sensível, uma escovaçao mais forte as vezes faz sangrar, porque uma redinha, uma linha, um material sintético, friccionando-a não poderia fazer???

O fator higiene também deve ser levado em conta. Teoricamente a fruta cai no chão e jogamos fora. Com a redinha, o alimento estaria “protegido”, porém a redinha é colocada no cadeirão, que foi limpo com paninho da pia, que limpa o fogão e que…. Pode contaminar seu bebe.

Limpar e higienizar corretamente uma redinha, garantir que não tenha ficado nenhum fiapo da fruta do dia anterior, pode dar mais trabalho e aumentar as chances de uma contaminação cruzada.

Lembrem de oferecer os alimentos para seu pequeno conhecer texturas, não apenas sentir o gosto do caldinho de uma maçã que esteja na redinha. Palitos de cenoura ou pepino além de alimentar, tem ótimo poder de aliviar uma gengiva que coça com a erupção dos dentes. #dica

São por esses motivos, que eu como profissional, discordo e incentivo ao máximo as crianças a se sujarem, a explorarem os alimentos e peço as mamães que liberem esse período de aprendizado, no futuro vocês terão crianças mais saudáveis, ansiosas por comer uma pêra no lanche e devorar os legumes cozidos no vapor, ao invez de escondidos no meio do arroz e feijão.

Beijos a todas e até a próxima semana….

Sobre Leticia Fadelli

Letícia Fadelli Pio Crepaldi é paulistana, tem 25 anos e é formada em Nutrição pelo Centro Universitário São Camilo desde 2009. Fez cursos na área de Educação Nutricional, Pediatria, elaboração de Cardapio, Assessoria e Consultoria em Escolas. Fez estágio no Banco de Leite Referência do Estado de São Paulo (Banco de Leite Humano Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros), aperfeiçoando em processos de coleta manual e eletrica de leite humano, pasteurização, congelamento e manejo clínico de Aleitamento Materno. Depois de formada, trabalhou de 2011-2012 como Nutricionista da Merenda Escolar de SP, sendo responsável pela alimentação em 10 escolas e creches durante 1 ano na região Leste de SP. Atualmente mora no Japão.